As melhores regiões da Espanha para morar

Com certa frequência recebo emails de brasileiros e também de portugueses que pensam em morar aqui, mas não sabem qual região escolher. Essa é uma decisão difícil e muito particular porque as pessoas nem sempre procuram as mesmas coisas; normalmente elas escolhem uma cidade em função de diversos aspectos. Por isso, não há uma cidade, estado ou país ideal, mas nesse post vou falar quais foram as classificadas como as melhores regiões da Espanha para morar porque oferecem melhor qualidade de vida.

De acordo com a OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), para estabelecer o bem-estar de uma região é preciso analisar renda, emprego, moradia, educação, acesso a serviços públicos, saúde, meio ambiente, compromisso cívico e segurança. Todos esses pontos são avaliados com notas de 0 a 10 e se forma uma média que também varia de 0 a 10.

Foto: Vicente Villamón (CreativeCommons)

Foto: Vicente Villamón (CreativeCommons)

Na Espanha, a comunidade com a nota mais alta é o País Basco, com 7,1, seguido por Navarra e Madrid, empatadas com 6,7. Atrás aparecem Cantábria (6,5), Castilla e León e La Rioja (ambas com 6,3).

Olhando os dados, pode até parecer simples escolher uma das províncias que aparecem entre as primeiras para morar, mas será que isso é válido para qualquer pessoa? Não! Madrid é um bom exemplo disso porque, apesar de ter notas superiores à média espanhola em tudo, reprova em meio ambiente, já que o ar é bastante poluído e isso pode ser um fator decisivo para quem tenha problemas respiratórios, por exemplo.

Quando o assunto é emprego, toda a Espanha passa por um momento complicado e é o país da OCDE com o número mais alto de pessoas com medo de perdê-lo. A província que tem a melhor nota é o País Basco, mas tem um mísero 3,9! Para ter uma ideia, a média da Espanha é de 2,4, o que a coloca atrás da Grécia no ranking.

Mas em algumas regiões essa situação é ainda mais preocupante. Entre 2008 e 2013, a Espanha viu seu PIB encolher 8,6%, mas nas comunidades de Astúrias, Cantábria, La Rioja, Andaluzia e Comunidade Valenciana, a queda foi de mais 10%. Além disso, em algumas dessas regiões, a recuperação vem sendo mais lenta. Astúrias e Cantábria, por exemplo, terão que esperar até 2019 para ter a mesma atividade econômica que em 2008, enquanto em Madrid isso deve acontecer ainda este ano.

O que isso significa na prática? Que embora a Cantábria apareça bem posicionada no ranking da OCDE, encontrar emprego e bons salários nessas regiões é mais complicado que em Madrid ou Bilbao, por exemplo. Se você já tiver emprego, aí a situação é bem mais favorável.

Gijón, em Astúrias. Foto: Hernán Piñera (CreativeCommons)

Gijón, em Astúrias. Foto: Hernán Piñera (CreativeCommons)

É importante ressaltar que em alguns pontos analisados pela OCDE todas as comunidades da Espanha foram aprovadas, como é o caso de segurança, acesso a serviços públicos e saúde. Mas, voltando ao estudo, quais são as comunidades “vencedores” e “perdedoras” em cada categoria?

Classificação geral

1. País Basco 2. Navarra 3. Madrid 4. Cantábria 5. Castilla y León 6. La Rioja 7. Aragón 8. Cataluña 9. Galícia 10. Islas Baleares 11. Astúrias 12. Castilla- La Mancha 13. Comunidad Valenciana 14. Múrcia 15. Extremadura 16. Canárias 17. Andaluzia 18. Melilla 19. Ceuta

Renda

A OCDE avalia a renda familiar e o patrimônio financeiro, mas sem levar em conta imóveis.

Mais bem colocados: País Basco, Navarra, Madrid
Piores (em ordem decrescente): Extremadura, Andaluzia e Canárias

Emprego

Esse item avalia a taxa de emprego da região, o número de desempregados de longa duração, os salários e o medo de perder o emprego.

Mais bem colocados: País Basco, Navarra, Madrid
Piores (em ordem decrescente): Ceuta, Melilla e Andaluzia

Residência

Esse item avalia tanto a porcentagem da renda familiar gasta na manutenção da residência como as condições de vida, como acesso a água e esgoto e o número de pessoas por quarto, por exemplo.

Mais bem colocados: Castilla y León, Aragón e Galícia
Piores colocados (em ordem decrescente): Ceuta, Melilla e Canárias

Educação

Avalia desde o número médio de anos de educação, como a taxa de graduação e nível de conhecimentos e competências.

Mais bem colocados: País Basco, Madrid e Navarra
Piores colocados (em ordem decrescente): Extremadura, Ceuta e Andaluzia

Cáceres (Extremadura). Foto: Ventura Carmona (Creative Commons)

Cáceres (Extremadura). Foto: Ventura Carmona (Creative Commons)

Acesso a serviços públicos

Todas as regiões da Espanha aprovam nesse parâmetro.

Mais bem colocados: Madrid, Ceuta e Catalunha
Piores colocados (em ordem decrescente): Extremadura, Galícia e Castilla y León

Saúde

A Espanha é um dos países com maior esperança de vida do mundo e os espanhóis disseram ser saudáveis.

Mais bem colocados: Madrid, Navarra e Castilla y León
Piores colocados (em ordem decrescente): Ceuta, Andaluzia e Melilla

Vinhedos em Navarra. Foto: Hector García (CreativeCommons)

Vinhedos em Navarra. Foto: Hector García (CreativeCommons)

Meio ambiente

Diversos pontos são levados em conta aqui, como poluição e qualidade da água.

Mais bem colocados: Canárias, País Basco e Galícia
Piores colocados (em ordem decrescente): Melilla, Aragón e Ceuta

Compromisso cívico

A OCDE considera compromisso cívico tanto a participação dos eleitores nas eleições como a transparência do governo.

Mais bem colocados: Castilla La Mancha, Comunidade Valenciana e Múrcia
Piores colocados (em ordem decrescente): Melilla, Ceuta e Canárias

Segurança

Os espanhóis também disseram se sentir muito seguros e não é à toa: as taxas de assaltos e homicídios são baixas no país.

Mais bem colocados: Cantábria, Castilla y La Mancha e País Basco
Piores colocados (em ordem decrescente): Ceuta, Astúrias e Catalunha

País Basco, a comunidade vencedora! Foto: EUGENIO (CreativeCommons)

País Basco, a comunidade vencedora! Foto: EUGENIO (CreativeCommons)

Para saber mais sobre o estudo, confira esta matéria do jornal Expansión, disponível em espanhol.

Related Post

4 Comentários em As melhores regiões da Espanha para morar

  1. altino costa filho // 30/05/2017 em 8:07 pm // Responder

    pretendo morar na Espanha e acho excelente essas informaçoes

  2. Adoro o que vc escreve,suas informações são esclarecedoras e bem colocadas! Parabéns!!

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Como é morar na Galícia -

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.