Coronavírus em Madrid

(Atualizado 24 de novembro)

Madrid, assim como grande parte da Espanha, passa por uma situação difícil nesta segunda onda do coronavírus. Desde 25 de outubro  o país voltou a estar em estado de alarme e que tem como principal medida a proibição de sair de casa durante a noite, das 23 às 06 horas (com cada comunidade tendo liberdade de antecipar ou atrasar esse horário em uma hora), exceto em casos específicos (motivos laborais, por exemplo). Em Madrid, a proibição de circulação acontece das 0:00 às 6:00 horas.

Além disso, estas são as outras restrições vigentes atualmente:

  • As reuniões podem ser de, no máximo seis pessoas, em lugares públicos e privados (exceto escolas e escritórios e quando forem pessoas que moram juntas)
  • Fechamento de bares e restaurantes no máximo à meia-noite e com 50% da capacidade nos espaços fechados e 60% nos espaços abertos – novos clientes só serão admitidos até as 23 horas
  • Instalações esportivas funcionando com 50% da capacidade nas áreas fechadas
  • Limitação de 50% da capacidade nos comércios, que devem fechar no máximo às 22 horas
  • Lugares de culto com 1/3 da capacidade e distância mínima de 1,5 metro
  • Velórios com no máximo 15 pessoas ao ar livre ou 10 em espaços fechados

Proibição de sair/entrar em  zonas básicas de saúde da comunidade. Em Madrid capital, as zonas afetadas são as seguintes: Guzmán el Bueno no distrito de Chamberí; San Andrés, San Cristóbal e el Espinilleras, do distrito de Villaverde; Entrevías, Peña Prieta, Pozo del Tío Raimundo, Alcalá de Guadaira, Rafael Alberti e Numancia, no distrito de Puente de Vallecas; Daroca, em Ciudad Lineal; Vinatero, Torito, Habones e Vandellós, no distrito de Moratalaz; e Mercedes, em Tetuán. Além dessas, que já estavam confinadas, a partir de segunda-feira, dia 23, as seguintes zonas  da capital também serão afetadas: Vicálvaro – Artilleros (Vicálvaro) e La Elipa (Ciudad Lineal).

Nessas zonas, só é permitido entrar ou sair dessas cidades pro trabalho, motivos de saúde ou motivos de força maior.

Há quatro regiões da capital onde o confinamento deixará de funcionar a partir da meia-noite de segunda-feira porque conseguiram reduzir os casos em mais de 50%: Núñez Morgado no distrito de Chamartín; Puerta del Ángel, em Latina; Virgen de Begoña, do distrito de Fuencarral, e Villamil, em Tetuán.

Uso de máscara

O uso de máscara é obrigatório a pessoas a partir dos seis anos em todos os lugares públicos fechados e abertos.

Por que se aplica a restrição nessas zonas de saúde?

Os critérios estabelecidos para confinar essas regiões da Comunidade de Madrid foram:

  • Número de casos superior 400 por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias – anteriormente esse limite era de 500

Feriado prolongado de dezembro

A governo da Comunida de Madrid já informou que a mobilidade será restringida entre os dias 4 e 13 dezembro, sendo proibido sair ou entrar da comunidade entre esses dias, período que inclui os feriados dos dias 7 e 8.

Turistas brasileiros já podem entrar na Espanha?

Não. Ainda não há uma previsão de quando os turistas brasileiros poderão entrar no país, mas aqueles que sejam residentes ou tenham um visto podem entrar no país. A partir de 30 de novembro, é obrigatório apresentar o resultado negativo de um teste PCR feito até 72 horas antes da viagem.

Tenho sintomas. O que fazer?

Os sintomas mais comuns são febre, tosse e falta de ar. Caso você tenha esses sintomas, tenha estado em uma zona de risco e/ou tenha tido contágio com uma pessoa que tem o vírus, ligue para o telefone habilitado pela comunidade onde está. Aqui em Madrid este telefone é: 900 102 112. Para saber os telefones em todo o país, confira o site do Ministério da Saúde.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notice: Undefined variable: gdprcp_content in /customers/1/f/b/estoesmadridmadrid.com/httpd.www/wp-content/plugins/gdpr-cookies-pro/gdpr-cookies-pro.php on line 275