Diploma DELE Cervantes: o que é e para que serve?

Download PDF

Quem acompanha meu blog sabe que minha relação com a Espanha começou muito antes de vir morar aqui em 2011. Minha primeira viagem à Espanha aconteceu em 2004, quando vim fazer um curso de espanhol intensivo durante quase um mês com o objetivo de tirar o DELE, o diploma do Instituto Cervantes – equivalente ao Toefl ou Ielts, mas para o espanhol.

O DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera) é o diploma de proficiência de espanhol mais famoso do mundo e está disponível em seis níveis diferentes, que vão do A1 ao C2. E para que serve? Basicamente para comprovar seu conhecimento de espanhol em qualquer parte do mundo, porque o DELE é reconhecido em vários países.

Sede do Instituto Cervantes em Madrid

Sede do Instituto Cervantes em Madrid

Mas, falando na prática, ele pode servir para duas coisas principais:

  1. Acesso à educação em países de língua hispânica. No meu caso, para fazer o máster na Complutense, foi exigido ter o diploma do Cervantes. Nem todas as universidades exigem o DELE – outras aceitam qualquer diploma de espanhol ou aplicam testes-, mas algumas ainda exigem. Além disso, muitas organizações exigem o DELE para conceder bolsas de estudos em países onde o espanhol é o idioma oficial.
  2. Atualmente, para tirar a nacionalidade espanhola, é necessário ter, no mínimo, o DELE do nível A2. Caso você já tenha tirado o DELE de um nível mais alto, não há nenhum problema e ele poderá ser usado.

No meu caso, decidi fazer o DELE como uma decisão pessoal: depois de ter investido (alto) no curso na Espanha, eu queria tirar o diploma como prova de que tinha valido a pena o investimento. E valeu! Uma das vantagens do DELE é que ele não expira como outros exames de proficiência, por isso pode ser usado em qualquer momento.

diploma-de-espanhol

Quanto custa o DELE?

O preço varia de acordo com o nível do diploma que você quer tirar e também de acordo com o país onde vai fazer a prova. Atualmente (novembro de 2016), os preços variam entre R$210 para A1 e R$446 para o C2.

Quando posso fazer o DELE?

No Brasil, há convocatórias para o DELE em abril, maio, julho, outubro e novembro. Normalmente, o prazo para se inscrever termina cerca de um mês antes.

O DELE é difícil?

É meio óbvio que quanto mais alto o nível, mais difícil a prova é. Mas, no geral, eu achei a prova difícil e, como é cara, o melhor é se preparar muito para não gastar dinheiro à toa. A prova (no nível C2) é composta de uma parte escrita, outra auditiva e um teste oral e em cada uma dessas seções você tem que obter uma nota mínima. Ou seja, não vale conseguir acertar 100% na auditiva e só 20% na escrita.

Vou fazer o DELE A2 para a nacionalidade. É difícil?

Não, o DELE A2 é bastante fácil e qualquer pessoa que já tenha estudado pelo menos seis meses de espanhol pode fazer a prova sem grandes problemas. Acredito que até mesmo quem não tenha feito um curso possa se sair bem na prova se estudar por conta própria e se dedicar um pouco. Aqui você pode ver as edições passadas do nível A2 do DELE.

Na minha opinião, se você já tem um nível mais avançado, vale a pena estudar e tentar fazer um nível mais alto, porque o A2 serve basicamente só para a nacionalidade.

Como se inscrever?

No Brasil, há oito centros do Instituto Cervantes: em SP, RJ, BH, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Brasília e Recife. Você pode se inscrever nesses centros ou por correio. Para mais info, confira o centro mais próximo a você.

Já se você mora na Espanha, a inscrição pode ser feita pela internet nesse site.

No próximo post, vou falar como se preparar para o DELE e os materiais que eu usei.

Related Post

1 Comentário em Diploma DELE Cervantes: o que é e para que serve?

  1. Muito interessante esse blog. Bastante esclarecedor.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*