Bicicleta pública de Madrid – BICIMAD

O sistema público de bicicleta da cidade é chamado de Bicimad e conta com mais de 200 estações espalhadas pela cidade, a maioria delas no centro. Muita gente que aluga as bicicletas é turista, mas os madrileños também aderiram às bicis como meio de transporte porque são mais baratas para quem tem o cartão de transporte.

meio-de-transporte-1024x834

Como funciona na prática?

Simples! Você tem que ir até uma estação, onde haverá um totem e várias bicicletas fixadas. Ao chegar no totem, você pode escolher o tipo de cartão (tarjeta) que você quer, sendo que para turistas as opções são as de 1, 3  ou 5 dias.

bicimad madrid

Se você escolher a de um dia, por exemplo, você pode retirar uma bicicleta quantas vezes quiser em um único dia. Os preços para usuários ocasionais são os mesmos independente do número de dias, mas a vantagem que te dá escolher mais dias é que no segundo dia (e posteriores) você não terá que incluir os seus dados novamente, já que quando você faz o cadastro o totem emite um cartão (gratuito) que você pode utilizar pelo número de dias que escolheu.

Bom, depois de escolher o número de dias, você vai ter que preencher na tela um cadastro com seus dados e depois colocar o seu cartão. O totem vai te alertar de que será feito um bloqueio de 150€ no cartão até o final do período de uso por questões de segurança e que será automaticamente devolvido depois desse prazo, exceto se você roubar ou danificar a bicicleta, claro. No meu caso, usei meu cartão de débito espanhol e não apareceu o bloqueio, então se você está na dúvida se o seu cartão serve ou não, faça o teste.

bici madrid

Depois que o cartão for aceito, o totem vai emitir um comprovante e um cartão com o qual você irá desbloquear a bicicleta. Antes de desbloquear a bicicleta, comprove se ela está 100% (pneus cheios, guidom e selim ok, freios funcionando e buzina) e retire apenas aquelas que tenham a luz verde acesa. Às vezes é um pouco duro de tirar, mas normalmente sai sem problemas.

Para a bicicleta desbloquear é só passar o cartão perto da base onde estava bloqueada – não é preciso “encaixar” em nenhum lugar. Você vai escutar um apito indicando que já pode ser retirada. A partir daí o tempo começa a contar.

Já para devolver é só ir a qualquer uma das estações, verificar se tem espaço para colocar a bike que esteja com a luz vermelha e encaixá-la. Você vai ouvir um clique e depois de alguns segundos (em teoria), a luz vai passar a verde. Não é preciso fazer nada mais. Não se pode deixar as bicicletas onde a luz está azul, porque isso significa que a “base” está reservada.

Quanto custa a Bicimad?

Para quem vai pegar o cartão de uso ocasional (1, 3 ou 5 dias), a cobrança é feita da seguinte maneira:

  • 1ª hora ou fração: 2 euros
  • Tarifa 2ª hora ou fração: 4 euros
  • Penalização por passar a segunda hora, por hora ou fração: 4 euros
  • Bônus por retirar a bicicleta em uma estação lotada ou devolver em uma estação com poucas bicicletas: 0,10€.

Exemplos

  • Se você escolheu o abono de 1 dia e nesse dia pegou a bicicleta duas vezes, na primeira usou por 1h20 e na segunda por 25 minutos, você irá pagar 8 euros (6 pela primeira hora e 2 pelo segunda).
  • Se você escolheu o abono de três dias e nesses três dias usou 2 vezes, uma por 2h20 e outra por 50 minutos, você irá pagar 12 euros (10 pelo primeiro uso e 2 pelo segundo).
  • Bônus por retirar a bicicleta em uma estação lotada ou devolver em uma estação com poucas bicicletas: 0,10€.

Vale a pena?

O sistema de bicicleta pública de Madrid foi criado com o intuito de substituir o uso de outros meios de transporte poluentes por esse que é limpo. Seu uso é focado nos moradores da cidade e não tanto nos turistas, por isso as tarifas são bem diferentes para quem reside na cidade e compra um abono anual.

aluguel bicicleta madrid

Se você colocar na balança, o Bicimad não vale a pena financeiramente para quem é turista. Mas se você estiver interessado, o ideal é pegar a bicicleta e fazer trajetos curtos, usando sempre menos de uma hora de cada vez. Se você quer saber como funciona, quanto custa e onde pode alugar uma bicicleta comum, explico tudo neste post.

Preço para abono anual

Se você mora em Madrid e acha que vai usar a Bicimad com frequência, faça o abono anual. Você pagará 25 euros por ano (ou 15 se tiver abono de transporte público), mas as tarifas de uso são mais baixas: 0,50 pela primeira meia-hora, 0,60 pelas seguintes frações de meia-hora até chegar a 2 horas. Depois, também há penalização de 4 euros por cada hora excedida.

Diferencial da Bicimad

O principal destaque da Bicimad é que as bicicletas são elétricas, mas o uso do sistema é opcional. Elas são um pouco mais pesadas que as normais, mas isso se compensa com o próprio sistema, que é bem eficiente. Na verdade, você tem que tomar cuidado, porque ela pode ir bem rápido com o sistema ligado. Para ligar é só apertar o “on” e depois ir clicando no “mode” para ajustar o nível que você quer. Recomendo começar no mais leve para você se adaptar.

bicicletas madrid

Madrid e os ciclistas

Nos últimos anos, Madrid se tornou uma cidade mais amigável para os ciclistas. O número de ciclovias aumentou e muitas ruas/avenidas passaram a sinalizar que bicicletas são permitidas (com um símbolo pintado nas ruas), mas ainda está longe de ser uma cidade ideal para ciclistas.

Confesso que no começo me sentia meio insegura, mas atualmente já aderi à bicicleta com meio de transporte e volto do trabalho todos os dias! <3

Minha dica: se você quer usar a bike só pelo prazer de pedalar e não como meio de locomoção, vá até um parque, como o Retiro ou Madrid Rio. Se preferir andar pela cidade, no site da Bicimad você encontra um mapa que mostra as ciclovias e também ruas mais tranquilas da cidade.

Importante: guidão x bebida!

Você veio pra Madrid e decidiu curtir a noite madrileña com muitas tapas, cañas, sangrías e mojitos e teve a brilhante ideia de voltar para o seu hotel de bicicleta porque o metrô já fechou, o táxi é caro e você não quer esperar o ônibus… não faça isso! É proibido andar de bicicleta depois de ter consumido álcool ou drogas e, acredite se quiser, a polícia pode te parar para fazer um bafômetro.

Além disso, durante os meses mais cálidos, a tendência é que essa fiscalização seja reforçada porque um dos grandes problemas de Bicimad é a taxa de vandalismo dos usuários registrada à noite. Por isso, se beber não pedale!

bicicleta publica madrid

2 Comentários em Bicicleta pública de Madrid – BICIMAD

  1. Ainda não testei a Bici… pq tenho medo do trânsito e medo de cair… tenho um histórico de dentes quebrados por causa de bicicleta. Mas sua idéia de andar no Retiro é muy buena!

    • Camila, eu também morro de medo, por isso só vou por essas zonas… pelo menos até me acostumar. E detalhe que eu tenho que pular para frear porque é óbvio que não consigo colocar o pé no chão… e isso me deixa ainda mais apreensiva, mas é questão de prática!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.