Bicicleta pública de Madrid – BICIMAD

A primavera está chegando e com ela o bom clima e a vontade de ficar passeando pelas ruas de Madrid até tarde. Essa é a época do ano ideal para conhecer melhor a cidade de bicicleta, já que suas mãos não congelam no frio do inverno e você tampouco queima os neurônios como acontece no verão. Demorou muito, mas finalmente testei as bicicletas públicas de Madrid e adorei, por isso compartilho com vocês a experiência, já que o sistema é simples e pode ser adotado também por turistas.

O sistema público de bicicleta da cidade é chamado de Bicimad e conta com mais de 160 estações espalhadas pela cidade, a maioria delas no centro. Muita gente que aluga as bicicletas é turista, mas os madrileños também aderiram às bicis como meio de transporte porque são mais baratas para quem tem o cartão de transporte.

meio-de-transporte-1024x834

Como funciona na prática?

Simples! Você tem que ir até uma estação, onde haverá um totem e várias bicicletas fixadas. Ao chegar no totem, você pode escolher o tipo de cartão (tarjeta) que você quer, sendo que para turistas as opções são as de 1, 3  ou 5 dias.

bicimad madrid

Se você escolher a de um dia, por exemplo, você pode retirar uma bicicleta quantas vezes quiser em um único dia. Os preços são os mesmos independente do número de dias, mas a vantagem que te dá escolher mais dias é que no segundo dia (e posteriores) você não terá que incluir os seus dados novamente, já que quando você faz o cadastro o totem emite um cartão (gratuito) que você pode utilizar pelo número de dias que escolheu.

Bom, depois de escolher o número de dias, você vai ter que preencher na tela um cadastro com seus dados e depois colocar o seu cartão. O totem vai te alertar de que será feito um bloqueio de 150€ no cartão até o final do período de uso por questões de segurança e que será automaticamente devolvido depois desse prazo, exceto se você roubar ou danificar a bicicleta, claro. No meu caso, usei meu cartão de débito espanhol e não apareceu o bloqueio, então se você está na dúvida se o seu cartão serve ou não, faça o teste.

bici madrid

Depois que o cartão for aceito, o totem vai emitir um comprovante e um cartão com o qual você irá desbloquear a bicicleta. Antes de desbloquear a bicicleta, comprove se ela está 100% (pneus cheios, guidom e selim ok) e retire apenas aquelas que tenham a luz verde acesa. Já aviso: é muito duro e eu não consegui sozinha, rs!

Para a bicicleta desbloquear é só passar o cartão perto da base onde estava bloqueada – não é preciso “encaixar” em nenhum lugar. Você vai escutar um apito indicando que já pode ser retirada. A partir daí o tempo começa a contar.

Já para devolver é só ir a qualquer uma das estações, verificar se tem espaço para colocar a bike que esteja com a luz vermelha e encaixá-la. Você vai ouvir um clique e depois de alguns segundos (em teoria), a luz vai passar a verde. Não é preciso fazer nada mais.

Quanto custa a Bicimad?

Para quem vai pegar o cartão de uso ocasional (1, 3 ou 5 dias), a cobrança é feita da seguinte maneira:

1ª hora ou fração: 2 euros
Tarifa 2ª hora ou fração: 4 euros
Penalização por passar a segunda hora, por hora ou fração: 4 euros

Exemplos

  • Se você escolheu o abono de 1 dia e nesse dia pegou a bicicleta duas vezes, na primeira usou por 1h20 e na segunda por 25 minutos, você irá pagar 8 euros (6 pelo primeiro dia e 2 pelo segundo).
  • Se você escolheu o abono de três dias e nesses três dias usou 2 vezes, uma por 2h20 e outra por 50 minutos, você irá pagar 12 euros (10 pelo primeiro uso e 2 pelo segundo).

Vale a pena?

O sistema de bicicleta pública de Madrid foi criado com o intuito de substituir o uso de outros meios de transporte poluentes por esse que é limpo. Seu uso é focado nos moradores da cidade e não tanto nos turistas, por isso as tarifas são bem diferentes para quem reside na cidade e compra um abono anual.

aluguel bicicleta madrid

 

Se você colocar na balança, o Bicimad não vale a pena financeiramente para quem é turista. Mas se mesmo assim você estiver afim, o ideal é pegar a bicicleta e fazer trajetos curtos, usando sempre menos de uma hora de cada vez. Se você quer saber como funciona, quanto custa e onde pode alugar uma bicicleta comum, explico tudo neste post.

Preço para abono anual

Se você mora em Madrid e acha que vai usar a Bicimad com frequência, faça o abono anual. Você pagará 25 euros por ano (ou 15 se tiver abono de transporte público), mas as tarifas de uso são mais baixas: 0,50 pela primeira meia-hora, 0,60 pelas seguintes frações de meia-hora até chegar a 2 horas. Depois, também há penalização de 4 euros por cada hora excedida.

O único problema é que não é possível comprar o abono anual diretamente no totem. Você deve comprar por internet (no site ou usando o app) e depois ir até o totem retirar o cartão.

Diferencial da Bicimad

O principal destaque da Bicimad é que as bicicletas são elétricas, mas o uso do sistema é opcional. Elas são um pouco mais pesadas que as normais, mas isso se compensa com o próprio sistema, que é bem eficiente. Na verdade, você tem que tomar cuidado, porque ela pode ir bem rápido com o sistema ligado. Para ligar é só apertar o “on” e depois ir clicando no “mode” para ajustar o nível que você quer. Recomendo começar no mais leve para você se adaptar.

bicicletas madrid

Madrid e os ciclistas

Infelizmente, Madrid ainda está longe de ser uma cidade ideal para ciclistas: há poucos quilômetros de ciclovia, especialmente no centro da cidade, e muitos motoristas ainda não sabem lidar com as bicicletas. E, é claro, também tem ciclistas que não se comportam muito bem em relação aos pedestres.

Minha dica: se você quer usar a bike só pelo prazer de pedalar e não como meio de locomoção, vá até um parque, como o Retiro ou Madrid Rio. Se preferir andar pela cidade, no site da Bicimad você encontra um mapa que mostra as ciclovias e também ruas mais tranquilas da cidade.

Importante: guidão x bebida!

Você veio pra Madrid e decidiu curtir a noite madrileña com muitas tapas, cañas, sangrías e mojitos e teve a brilhante ideia de voltar para o seu hotel de bicicleta porque o metrô já fechou, o táxi é caro e você não quer esperar o ônibus… não faça isso! É proibido andar de bicicleta depois de ter consumido álcool ou drogas e, acredite se quiser, a polícia pode te parar para fazer um bafômetro.

Além disso, durante os meses mais cálidos, a tendência é que essa fiscalização seja reforçada porque um dos grandes problemas de Bicimad é a taxa de vandalismo dos usuários registrada à noite. Por isso, se beber não pedale!

bicicleta publica madrid

  • Em breve vai rolar um vídeo, aguardem!

Related Post

2 Comentários em Bicicleta pública de Madrid – BICIMAD

  1. Ainda não testei a Bici… pq tenho medo do trânsito e medo de cair… tenho um histórico de dentes quebrados por causa de bicicleta. Mas sua idéia de andar no Retiro é muy buena!

    • Camila, eu também morro de medo, por isso só vou por essas zonas… pelo menos até me acostumar. E detalhe que eu tenho que pular para frear porque é óbvio que não consigo colocar o pé no chão… e isso me deixa ainda mais apreensiva, mas é questão de prática!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.