Tudo sobre escolas infantis em Madrid

Ser mãe em outro país traz um monte de desafios desde o início. Já na gravidez e parto, ficam nítidas as diferenças dos sistemas de saúde e também as culturais; e, conforme a criança vai crescendo, isso vai aumentando. Quando chega o momento de matricular a bebê na creche, quanta diferença! Por isso, decidi este post para escrever como funcionam as escolas infantis em Madrid, desde o calendário, valores, documentos para a matrícula, horários, serviços, etc. O foco aqui é a escolarização para crianças de 0 a 3 anos.

Ressalto que falarei aqui especificamente sobre Madrid porque há diferenças significativas entre uma região e outra.

Calendário das escolas infantis

Na Espanha, o calendário escolar é bem diferente do brasileiro. O ano letivo começa em setembro e vai até junho ou julho. Há férias na época do Natal até o feriado do dia 06 de janeiro e também na Semana Santa. Em algumas escolas infantis, há aulas em julho e em outras, não.

As matrículas nas escolas públicas, sejam municipais ou da Comunidade de Madrid, abrem em abril e as visitas costumam ser em abril. Para o ano letivo 2024/2025, as inscrições tanto nas escolas da Comunidade serão entre os dias 03 e 16 de abril. Já as escolas municipais ainda não divulgaram seu período de matrícula.

No caso das escolas privadas, normalmente as visitas são entre fevereiro e março e as matrículas costumam abrir em abril, mas esses prazos variam.

O que eu recomendo fazer, que foi o que fizemos em 2022, é matricular a criança em uma escola privada em abril porque, caso ela não seja selecionado em uma escola pública em maio/junho, nessa época pode ser difícil conseguir uma vaga na escola privada que você gostou. O problema disso é que a taxa paga pela matrícula não é devolvida caso a criança não fique naquela escola.

Como agendar uma visita?

As escolas públicas não fazem visitas individuais, mas organizam jornadas de portas abertas. Recomendo entrar em contato por email ou telefone com aquelas que te interessam para ver quando será a visita e incluir o seu nome. Algumas delas já estão agendando as visitas para o ano letivo 2024-2025. Já as escolas infantis privadas costumam fazer visitas individuais. Basta você ligar e agendar um horário.

Horários das escolas infantis

Este é um ponto bastante importante que deve ser levado em conta na hora de escolher uma escola. No caso da maioria das públicas, o horário regular é das 9:00 às 16:00 horas, mas o horário ampliado é das 7:30 às 17:30 horas. Nas particulares, varia bastante, mas há algumas que abrem às 7:00 e fecham às 19:00 horas.

Tipos de escolas infantis

Há três tipos de escolas em Madrid: públicas, privadas e concertadas, que são escolas privadas que recebem subsídios públicos. Para essa faixa de idade, não há muitas escolas concertadas em Madrid, já a oferta de escolas privadas é bastante grande.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicación en Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

Una publicación compartida de Escuela Infantil Los Gavilanes (@escuelainfantil_losgavilanes)

Valores

Quanto custa uma escola de educação infantil em Madrid? Os preços variam bastante. Na pesquisa que fiz no ano passado na região onde moro, a mensalidade das escolas privadas variava entre 500 e 700 euros por mês para deixar a criança das 9:00 às 17:00 horas, com alimentação incluída. Em algumas, era necessário pagar matrícula e materiais.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicación en Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

Una publicación compartida de Nemomarlin Cuatro Caminos (@nemomarlin_cuatrocaminos)

No entanto, esse valor pode acabar sendo mais baixo, já que há bolsas de estudos. A Prefeitura concede bolsas a partir de 100€ mensais às crianças que tentaram vaga na rede municipal e não conseguiram e que cumprem alguns critérios. Já para as bolsas da Comunidade, de 133€ por mês, a única exigência é que a renda per capita não supere os 35.915€ euros anuais (a criança também entra na conta). Os dois valores que menciono se referem a 2022. Ou seja, caso a escola custe 550, mas você consiga as duas bolsas, você pagaria 327€.

Para as escolas públicas, não há uma mensalidade, mas sim a cobrança de uma taxa se a criança ficar além do horário regular. Nas escolas municipais, cada faixa de 30 minutos que a criança ficar a mais custa 12€ por mês. Então, se seu filho for entrar às 8:30 e sair às 17:00 horas, por exemplo, você teria que pagar 36€ por mês. Além disso, é necessário pagar a alimentação, que nas escolas municipais é de aproximadamente 100€. Também há bolsas para isso.

Documentos para a matrícula

Os documentos solicitados para a matrícula variam no caso das escolas particulares, mas normalmente é preciso apresentar a certidão de nascimento ou libro de familia e, dependendo da idade do bebê, o certificado de vacinação.

No caso das escolas municipais, alguns dos documentos pedidos são a declaração do imposto de renda dos pais e contrato de trabalho, além do documento da criança. No site oficial, você encontra a lista completa.

Já para as escolas da Comunidade é necessário apresentar, por exemplo, o informe de vida laboral, a declaração do imposto de renda, o libro de familia, o padrón ou certificado de lugar de trabalho. A lista completa está disponível no site oficial.

O que levar em conta na hora de escolher uma escola infantil em Madrid?

Depois de ter visitado umas seis escolas privadas e duas públicas, posso dizer que os pontos relevantes na nossa escolha foram:

  • Filosofia/método adotado: não necessariamente queríamos uma escola que fosse Montessori, mas valorizamos as escolas que prezam o movimento livre e a educação com apego.
  • Alimentação: a princípio, queríamos uma escola que topasse fazer BLW (Baby Led-Weaning), mas nenhuma delas fazia. Outro ponto relacionado à alimentação que valorizamos era o fato de ser natural, com produtos orgânicos, de proximidade. Também preferíamos uma escola que tivesse sua própria cozinha do que ter esse serviço terceirizado.
  • Religião x escola laica: não somos religiosos e preferimos excluir da nossa pesquisa escolas que fossem religiosas.
  • Uso de televisão e outros aparelhos tecnológicos: visitamos uma escola que disse que a hora da refeição era com TV e descartamos de cara.
  • Parquinho aberto: demos prioridade àquelas que tinham parque ao ar livre.
  • Pode parecer besteira, mas para mim, nessas situações, acho importante, além de analisar a parte prática, seguir o instinto.
  • Tudo vai depender do que você quer. De repente, para você é importante que seu filho tenha aula de inglês desde essa idade, por exemplo. Há algumas, como a rede Nemo Merlín, que oferece câmeras e te permite ver o tempo todo o que seu filho está fazendo.

Minha experiência

No nosso caso, depois de várias visitas, decidimos matricular nossa filha numa escola privada para garantir a vaga, já que nos disseram que era praticamente impossível conseguir vaga numa escola pública (apesar de termos gostado bem mais das públicas nas visitas).

Quando liguei para a escola privada que mais gostamos (no dia 03 de abril), já não havia vagas. Fiquei em choque porque a matrícula tinha aberto dia 01º! Decidimos matricular na segunda favorita. Ainda assim, nos inscrevemos nas escolas públicas, tanto municipais quanto da comunidade.

Em junho, quando saiu o resultado das escolas públicas, vimos que não tínhamos conseguido a vaga. Em uma delas ficamos em 12º na lista de espera – e havia somente 12 vagas. Mas a surpresa veio quando a meados de julho/agosto (já não lembro a data exata), nos ligaram de uma escola municipal contando que havia uma vaga para a Maya. Até hoje não sei muito bem como tivemos essa sorte!

Escola da Maya no Dia da Mulher

Gosto muito da escola dela: é grande, arejada, clara, com um parquinho externo, tem uma mini-biblioteca que funciona às terças e algumas atividades em que os pais podem participar. Podemos entrar e deixá-la dentro da sala, sem ter que nos despedirmos correndo. A relação com as professoras é cordial e próxima e há um serviço de “tutoria” disponível uma vez por semana. Eles trabalham muito com materiais reciclados e prezam o movimento livre. Sem dúvida, o melhor é ver como a Maya fica tranquila por lá.

Outra vantagem é que, no caso das escolas municipais de Madrid, quando a criança consegue uma vaga, ela pode permanecer na escola nos anos seguintes de maneira automática, sem ter que fazer matrícula ou competir por vaga nos anos seguintes.

E por aí, como foi/está sendo a experiência?

Estou em situação irregular ou cheguei mais tarde ao país…

Muitas famílias brasileiras moram na Espanha, mas não tem a situação regularizada e, portanto, podem não ter os documentos solicitados. Nesse caso, recomendo que você entre em contato com a escola onde gostaria de matricular seu filho para ver se há a possibilidade de flexibilizar a entrega de documentos.

O mesmo acontece se você chega ao país no meio de um ano letivo. Uma brasileira já comentou comigo que conseguiu uma vaga numa escola pública no meio do ano letivo porque tinha havido uma desistência.

Abaixo, deixo um vídeo que compartilhei em 2023 no Instagram onde abordei esses pontos:

 
 
 
 
 
Ver esta publicación en Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Una publicación compartida de Larissa (@estoesmadridmadrid)

2 Comentários em Tudo sobre escolas infantis em Madrid

  1. adorei, estamos de mudança para madrid e estou justamente nessa busca, seus topicos para a escolha me ajudaram.

    obrigada <3

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Warning: Undefined variable $gdprcp_content in /customers/1/f/b/estoesmadridmadrid.com/httpd.www/wp-content/plugins/gdpr-cookies-pro/gdpr-cookies-pro.php on line 275