Séries espanholas

(Atualizado em maio/21)

Assim como muita gente, sou viciada em séries e ultimamente tenho visto algumas séries espanholas que, além de serem ótimas, podem ser interessantes para praticar o idioma.

Mesmo que você não saiba ou não esteja aprendendo espanhol, ver uma série em espanhol ajuda a habituar o ouvido; mas é verdade que se torna ainda mais útil quando você já está estudando, já que assim pode conhecer gírias, expressões, além de aprender um pouco mais sobre a cultura local.

Neste post, eu (com a ajuda dos meus amigos Hugo e Gaby e de alguns seguidores do Instagram) vou recomendar algumas séries espanholas em espanhol e também em catalão, outro dos idiomas oficiais da Espanha – assim como o galego e o euskera/basco (aliás, alguém tem dicas de séries nesses idiomas?)

  • Pátria (HBO)

Depois do sucesso do livro que relata a história fictícia de duas famílias bascas na época do grupo terrorista ETA (sobre o qual falei neste post de livros de autores espanhóis),  em 2020 a HBO lançou a série e, apesar de algumas polêmicas com o material publicitário na época do lançamento, a série é muito boa. As atrizes são ótimas e a série é bem produzida. Das poucas vezes em que faz jus ao livro (embora ainda prefira a obra literária).

Não esperem entender os motivos que levaram ao conflito, mas sim como a sociedade basca foi se fragmentando de dentro e essa divisão acabou se tornando praticamente inevitável.

  • El desorden que dejas (Netflix)

Com duas grandes atrizes da geração atual, esta série (chamada “A Desordem que ficou” no Brasil) narra a história de uma mulher que consegue um trabalho como professora em uma pequena cidade da Galícia. Ela, que vinha superando a morte da mãe, acaba descobrindo que será a substituta de uma professora que aparentemente se suicidou com quem os alunos tinham uma relação de amor e ódio. Mas tanto a escola quanto as pessoas da cidade escondem muitos segredos…

Depois de um primeiro episódio intrigante, achei que a série não conseguiu manter o mesmo nível e alguns capítulos são melhores que outros. Vale a pena pelas paisagens lindas da Galícia, pela trilha sonora e pelo trabalho das duas.

  • Veneno (Atres Player)

Já fazia um tempão que queria ver esta série que deu o que falar por aqui. A obra narra a vida da transexual Veneno, uma personagem que invadiu a televisão espanhola nos anos 1990 com seu jeito direto, irreverente e polêmico. Numa época em que pouco se falava sobre os direitos das pessoas trans e daquelas que exerciam a prostituição, Veneno trouxe tudo isso para dentro das casas das pessoas.

Depois de ter caído no ostracismo, uma jovem trans escreveu um livro sobre Cristina, “La Veneno”, e foi essa obra que deu origem à série. Mais de 20 anos depois, vemos que muita coisa mudou, mas ainda temos um longo caminho pela frente. A série é tão cativante quanto dura, mas a Veneno é incapaz de deixar qualquer pessoa indiferente. Recomendo muito!

  • El inocente (Netflix)

Estava com um certo preconceito para ver essa série, já que o protagonista é o Mario Casas, um daqueles atores antes conhecidos por serem só bonitões, Mas recentemente ele surpreendeu todo mundo no filme “No Matarás” e acabou levando o Goya (Oscar daqui) de melhor ator. Diante disso e das boas opiniões, decidi começar a ver e adorei!

Uma série de mistério em que Casas faz o papel de um homem que depois de ter passado quatro anos na cadeia por um crime que foi, na verdade, um acidente, refaz sua vida. Mas um dia as coisas viram de ponta-cabeça e ele tem que provar sua inocência em relação a outros crimes, além de descobrir que sua mulher pode não ser quem/como imagina. São oito capítulos ótimos para fazer uma maratona.

  • 30 monedas (HBO)

O diretor Alex de la Iglesia lançou alguns filmes no começo dos anos 1990 que revolucionaram o cinema espanhol, especificamente os filmes de terror. No ano passado, a HBO lançou essa megaprodução do diretor sobre a lenda das 30 moedas que teriam sido pagas a Judas e que, juntas, teriam um superpoder.

Uma dessas moedas acaba indo parar em um povoado de Castilla La Mancha e há gente muito poderosa da igreja atrás dela, o que vai render muito susto e situações absurdas. Eu achei tudo bastante forçado, mas como não é meu estilo, talvez agrade quem curte terror e filmes/séries em que tudo é possível.

  • Criminal España (Netflix)

Gravada em quatro países, esta série sobre investigações criminosas têm três capítulos produzidos na Espanha com atores bastante conhecidos. A produção é ótima e muitos dos diálogos são lentos, o que ajuda na hora de praticar o ouvido.

  • Vis a vis (Netflix)

Esta série fez bastante sucesso e uma das protagonistas é a atriz Alba Flores, que faz o papel da Nairobi na “Casa de Papel”. O roteiro é sobre uma jovem que, depois de ser presa por crimes fiscais, tem que se virar numa prisão feminina espanhola.

  • Casa de Papel (Netflix)

A série de maior sucesso da Neflix em espanhol é sobre um grupo de criminosos que decide roubar a Casa da Moeda da Espanha. Não espere nada muito real, mas a série é bastante entretida, especialmente a primeira emporada.

  • Salvados (Netflix)

Série de não-ficção com capítulos independentes, “Salvados” é um programa jornalístico com Jordi Évole como apresentador, um dos principais jornalistas televisivos da Espanha. Alguns episódios são entrevistas a uma única fonte, como o de Pepe Mujica ou Assange, mas outros são temáticos e entre os assuntos abordados estão a migração Marrocos-Espanha, a crise dos refugiados e os esportistas de elite.

  • Merlí (Netflix) – Dica do Hugo

A série “Merlí”, o nome do professor de filosofia mais controverso da televisão espanhola, foi emitida entre 2015 e 2018. Produzida pela televisão catalã TV3 e gravada integralmente em catalão (Netflix oferece a opção de dublagem em castelhano), Merlí conta a história de um grupo de amigos e o seu desenvolvimento durante a sua passagem pelo Ensino Médio, sendo o temário da disciplina de Filosofia o fio condutor das questões metafísicas abordadas cada capítulo. À primeira vista, parece se tratar de uma série juvenil, mas atrai públicos de todas as faixas etárias.

Já está disponível o “spin off” da série, que se chama “Merlí-Sapere Aude”, já de cariz universitário.

  • Si yo no te hubiese conocido – Si t’hagués conegut (Netflix)

Esta série catalã inspirada em uma obra de teatro homônima conta a história de um homem que perde a esposa e os filhos em um acidente. Desolado, ele pensa em tirar a própria vida, mas acaba conhecendo uma mulher misteriosa que lhe comenta que criou um experimento que permite viajar a universos paralelos e ele se oferece como cobaia. A partir daí, ele vai viajando a outros universos onde sua vida seria totalmente diferente. A série é em catalão, mas também oferece a opção de dublagem em espanhol.

  • Fariña (Netflix)

Série inspirada no livro homônimo sobre o tráfico de drogas na Espanha, especificamente na Galícia. Fariña é uma das formas como a cocaína é conhecida. O livro foi um grande best seller e sua venda foi proibida em 2018 – proibição que foi revogada pouco depois e, é claro, só provocou uma maior procura pela obra. É uma série interessante para saber mais sobre um tema que é um verdadeiro problema social no país. Você vai poder conhecer o sotaque galego e muita gíria relacionada a esse universo.

  • Las Chicas del Cable (Netflix)

Conhecida no Brasil como “As Telefonistas”, essa série tem um estilo bem parecido aos das novelas brasileiras. Narra a história de algumas mulheres que trabalhavam como telefonistas na Telefônica na década de 1920, retratando os desafios daquela época.

  • Paquita Salas (Netflix)

Outra série recomendada pelos seguidores, que disseram que ela é bem divertida. A série é sobre uma representante de atores que teve bastante sucesso nos anos 1990, mas perde sua principal atriz e parte em busca de novos talentos.

  • El Caso Alcàsser (Netflix)

Documentário sobre a morte de três jovens em 1992 que nunca foi esclarecido, El Caso Alcàsser é produzido de uma maneira que te deixa curioso. Talvez para quem é de fora, como eu, é mais chamativo, já que tudo é novo, enquanto para os espanhóis esse caso foi explorado a exaustão na época. A série aborda a atuação inadequada da imprensa, as falhas na investigação e muito mais – que não quero revelar para não tirar as surpresas.

  • Matadero (Atres Player)

Com uma única temporada, esta série passou no canal Antena 3 e foi bem divertida. O roteiro é bastante surrealista: um veterinário que trabalha no matadouro do cunhado acaba se vendo no meio de um esquema de tráfico de drogas. A filha dele, que é policial, cuida das investigações e é claro que isso acaba dando muita confusão. Não espere uma obra-prima, mas eu achei ótima para rir!

Bônus: séries mexicanas

Se o objetivo é aprender espanhol e as gírias e expressões de uma cultura diferente, estas duas séries podem ser interessantes:

  • La Casa de las Flores (Netflix)

Vários seguidores comentaram no Instagram sobre esta série mexicana sobre uma família de classe alta. Ainda não vi nenhum episódio, mas está na lista.

  • Desenfrenadas (Netflix)

Minha amiga Gaby comentou que a namorada adora esta série, voltada ao público mais jovem. Mexicana, a série fala sobre amigas que decidem fazer uma viagem de carro e, é claro, muitas descobertas e aventuras acontecem.

Todas as séries que mencionei da Netflix estão no catálogo espanhol, por isso deem uma pesquisada aí 🙂

Você conhece mais alguma que curte? Deixe a dica nos comentários.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notice: Undefined variable: gdprcp_content in /customers/1/f/b/estoesmadridmadrid.com/httpd.www/wp-content/plugins/gdpr-cookies-pro/gdpr-cookies-pro.php on line 275