10 coisas MUITO fáceis de se acostumar na Espanha

Há um bom tempo fiz uma listinha das 10 coisas difíceis de se acostumar na Espanha e como ultimamente ando mais reclamando que falando bem, acho que chegou a hora de publicar a lista das 10 coisas mais fáceis de se acostumar por aqui. Acreditem, foi difícil escolher só 10 porque eu continuo sendo bem apaixonada por esse país e encontro, com frequência, algo que me faz pensar: não quero ir embora nuncaaaaa!

Só queria ressaltar que com esse post não quero dizer que a Espanha seja melhor ou que todas essas coisas sejam melhores que no Brasil, são apenas coisas boas ou muito boas que eu adoro por aqui!

1- Gastronomia

Não me levem a mal, eu amo a comida brasileira, mas a verdade é que não posso reclamar nem um pouco da gastronomia espanhola. Me adaptei tão bem ao jamón, paella, cocido, cochinillo, cava e cia, que quase nunca como o nosso tradicional arroz e feijão. Não só curto a comida espanhola, como sou super defensora e sempre que alguém ousa falar que a francesa é melhor, eu logo falo que há anos “lideramos” a lista de melhores restaurantes do mundo.

costumes espanhois 5

2- Segurança

A tranquilidade de saber que você pode sair para balada e voltar no ônibus noturno e depois ir caminhando até sua casa sem o risco de acontecer nada grave não tem preço. Aqui há sim criminalidade e eu mesma fui furtada no metrô, mas é bem difícil ver casos de violência. A questão não é só a segurança em si, mas a sensação de liberdade que ela proporciona: andar de madrugada por Madrid numa noite de verão é a coisa mais deliciosa do mundo!

Voltando da balada e tirando a clássica foto com o urso às 6h da manhã!

Voltando da balada e tirando a clássica foto com o urso às 6h da manhã!

3- Culturas diferentes

A Espanha é um país pequeno em tamanho se comparado ao Brasil – chega a ser menor que o estado de Minas Gerais. Mas a cultura aqui é incrivelmente rica e cada canto do país tem sua marca, identidade, gastronomia e, em alguns casos, até idiomas. Em cada lugar que você for você vai conhecer uma Espanha diferente e a verdade é que é quase impossível escolher uma só.

Ah, a tranquilidade do litoral norte da Espanha

Ah, a tranquilidade do litoral norte da Espanha

4-Fiesta

Sempre que eu conheço alguém e falo que sou do Brasil, as pessoas comentam das festas típicas brasileiras, mas a verdade é que eu estou para ver povo mais animado que o espanhol. Aqui, qualquer coisa é desculpa pra festa e isso sempre inclui uma celebração com comidas e bebidas típicas. Eu amo tudo que se refere a fiesta: da balada às festas regionais, dos festivais aos mercadillos com música.

As festas de San Isidro

As festas de San Isidro

5- Clima definido

Lá no tópico das coisas difíceis de acostumar, eu disse que ter um clima definido era uma desvantagem. E é – mas também não é! Explico: adoro saber que o clima estará quente ou frio durante uma época do ano porque isso ajuda a organizar o armário e prever viagens ou até organizar eventos sociais, como os casamentos, que costumam acontecer por aqui só durante o verão. Além disso, eu amo a alegria que há nas ruas em maio, quando o calor volta e as pessoas estão super contentes. E também adoro quando o frio começa, em novembro, e eu posso desenterrar as roupas de frio e tomar chocolate quente! Mas, é claro, ter o mesmo clima durante muitos meses também cansa e essa é a principal desvantagem.

costumes espanhois 2

Neve!!!

6- Menos machismo

A Espanha ainda carrega consigo a fama de ser um país machista e patriarcal.  E é, mas cada vez menos! Falo da minha percepção aqui e o que vejo é que aqui os caras traem muito menos suas namoradas/esposas, dividem MESMO as tarefas de casa (não  tem essa de ajudar) e também compartilham o cuidado dos filhos. Amo ir ao parque e ver os pais sozinhos com seus filhotes. A Espanha também foi um dos primeiros países da Europa a legalizar o casamento gay.

7- Cultura acessível

Sei que no Brasil rolam muitas atividades culturais gratuitas ou baratas, mas no geral elas são caras. Por aqui, há de tudo, mas é possível fazer muita coisa interessante sem gastar nada ou gastando muito pouco. Não só o que é mais turístico (como contei nesse post), mas pequenos centros culturais onde a oferta é ampla e variada. Outra coisa que favorece isso é ter um transporte público de qualidade, assim você não se preocupa se vai sair de um show tarde e não vai ter ônibus ou até mesmo encontrar um táxi pode ser um desafio, como aconteceu algumas vezes comigo em SP.

centro cultural

8- Vida mais relaxada

Os espanhóis trabalham muito, como mostram pesquisas sobre o tema. Mas o espanhol não é, no geral, um workholic. Ele trabalha porque precisa, mas o que ele curte mesmo é desfrutar da vida e eu acho que é esse é um lema a ser seguido por nós, brasileiros, sempre obcecados em ganhar mais, em comprar carro novo, etc.

Clássico passeio de domingo: passear pelas ruas de Madrid em mercadillos, ir a bares, restaurantes...

Clássico passeio de domingo: passear pelas ruas de Madrid em mercadillos, ir a bares, restaurantes…

9-Preços mais baixos

É inegável que o custo de vida na Espanha é mais baixo que no Brasil e isso facilita muito a vida por aqui. Roupas, alimentos, transporte e aluguel são mais baratos que em grandes cidades brasileiras, além da saúde e educação pública daqui também terem um peso importante. Mas, além disso, a vida na Espanha é mais simples e não há uma preocupação com a ostentação, o que também pode ser reflexo da crise.

costumes espanhois 9

10- Cultura das tapas

Claro que eu não poderia terminar sem falar nisso, né? Aqui em Madrid todo mundo faz quase tudo a pé e é bem comum numa sexta à noite ir a um bar para tomar algo, ir caminhando até outro, seguir para outro e assim vai. Numa noite é possível passar por uns cinco ou seis bares com diferentes ambientes, cervejas e tapas. Eu AMO isso! E amo essa coisa que o espanhol tem (e que o álcool favorece) de ir fazendo amigos a cada bar ou no caminho de um a outro, fazendo com que o grupo aumente durante a noite. Se você nunca teve uma noite de cañas y tapas, você nunca esteve na Espanha!

costumes espanhois 4

E vocês, o que mais curtem da Espanha? Discordam de algum desses pontos?

Related Post

26 Comentários em 10 coisas MUITO fáceis de se acostumar na Espanha

  1. Estranho vc dizer que as coisas ai são mais baratas!
    Veja https://www.metromadrid.es/en/viaja_en_metro/tarifas/billetes/, nunca consegui comer por menos de 12 Euros que são equivalentes a R$ 41,00… Passagem de Metro ou Trem a mais barata custa EUR 1,50….

    • Oi, Valter

      A questão é que a simples conversão de moedas não vale nesse caso, ainda mais se fizermos a comparação agora, em que o real está bem desvalorizado! Você tem que levar em conta o custo de vida e os salários em cada país. Na Espanha, o salário mínimo é de 648 euros atualmente – se fizermos as contas são cerca de R$ 2.200! Para turista, é diferente… mas ainda assim sempre que recebo visitas o pessoal diz que roupas e alimentos são mais baratos aqui.

      • Fabiana Braga Infanti Valente // 05/08/2016 em 2:57 pm // Responder

        Concordo com você. Não se pode fazer estas comparações. Quando quer saber se é ou não mais caro com relação ao Brasil, o melhor a fazer é sobre porcentagem em cima dos salários minímos de cada país. Por exemplo preciso de R$ 23,00 para comer um menu no mc donald´s, sobre um salário R$ 880,00 preciso de 2,6% do meu salário. Na Espanha deve acho que mais ou menos um salário minimo por volta dos 700 euros e um menu no mc donald´s por volta de 9 euros, preciso então de 1,3% do salário. Então jogando sobre porcentagem se chega a conclusão do custo de vida de um determinado local. UM aluguel em média na Espanha/Madrid esta em torno de 700/800 euros para um apto com 3 dormitórios, praticamente o valor do salário minimo. Em São Paulo um apto de 3 dormitórios em um localidade mediana esta em torno de 1200 reais, ou seja, sobre sai muito do salário minimo daqui. Tudo é muito relativo quando se baseia em porcentagem.
        Abraços e parabéns pelas tuas matérias. Fabi

  2. Bom! No caso de roupas é vdd, pois se observarmos a ZARA por exemplo, aqui em SP ela é uma loja de Grife e bem cara, ai na Gran Via é uma loja comum e muito barata!

  3. O que as pessoas não entendem é que a conversão serve apenas para TURISTAS. Para quem vive no local, o valor que é cobrado é o valor que é cobrado e fim, sem conversões, apenas considerando a moeda e a economia local. A gente tem costume de converter porque é turista, mas quando moramos no local, muda tudo.

    Eu achei a Espanha absurdamente barata até mesmo para turistas. Uma refeição completa me custava 10E, e na epoca o euro estava 3 reais. Com 30 reais, eu como apenas um PF na Vila Olímpia. Sem bebida nem sobremesa. Em Madrid, era entrada, prato principal, sobremesa e uma cerveja.

    A Espanha é incrivel, e foi como você disse lá em cima – não é comparação pra ver quem é melhor ou pior, é mais um post para mostrar quanta coisa fantástica tem lá sem excluir as coisas fantásticas daqui e cada um com suas coisas fantásticas.

    Cê sabe que amo seu blog, né?

    Beijo!

    • Julie, que fofo teu comentário! É bem por aí mesmo e, além disso, às vezes o que é caro para uma pessoa não é para outra. Tenho amigos aqui que acham ok gastar 25 euros num almoço qualquer, mas para mim isso já é um pouco mais caro. Além disso, é o que você falou, na Vila Olímpia as coisas são super caras, mas no interior de SP é possível gastar muito menos comendo. É bem complicada essa comparação.
      Ganhei o dia! Vem logo pra gente comer churros, rs!

      Beijo

  4. Legal… Eu passei antes um e-mail para vc perguntando algumas indicações e logo em seguida achei seu blog com estas informações que também concordo, com tudo e algo mais sobre os encantos de Madrid, ainda mais para nós que vemos e vivemos no meio de tantas disparidades, injustiças e mal aplicação dos impostos arrecadados no Brasil (e isso não significa que amemos menos o Brasil – só gostaríamos que fosse melhor administrado e que funcionasse melhor como as coisas por aí).
    Quero conhecer esses pontos tradicionais de Madri (e não caros) para saborear os tais churros, tapas, jamon, cochinillo, paella, entre outros . Vc me responde com tais dicas? E depois, fale mais sobre a melhor maneira de conhecer o litoral norte da Espanha (de San Sebastian à Vigo, passando por Picos, que infelizmente não poderei conhecer este ano, mas com certeza já está bem cotado para o próximo ano.
    Abraços.
    Valdir-São Paulo-SP

  5. Lari, como vc se virou para aprender espanhol? Eu tenho o espanhol básico de escola, mas n é suficiente..

    • Eu estudei espanhol durante um ano e meio numa escola de idiomas aí no Brasil e também vim fazer um curso intensivo de espanhol durante um mês aqui na Espanha. Quando voltei pro Brasil, estudei bastante por conta própria para tirar o DELE.

  6. Oi Larissa! Pena não ter te conhecido pessoalmente na minha última estada ai na Espanha. Concordo com vc em tudo, a gastronomia é maravilhosa inclusive agreguei alguns itens aos meus hábitos aqui no Brasil, jámon, chorizo, gazpacho, se bem que este último foi mais estranho no começo, rsrs.

    A segurança nem se fale, tão bom sair a noite de barzinho em barzinho, com a sensação de tranquilidade, apesar que ainda dá um medinho pra quem é de SP, a gente sempre acha que vai acontecer alguma coisa.

    Puxa tudo é incrivel! Difícil não se apaixonar, mas sempre penso que até agora fui como turista, não sei como seria o dia a dia.

    Meu namorado voltou pra Madrid, definitivamente, dia 2 de setembro e eu estou aqui me preparando pra decidir se vou no ano que vem, vamos ver como ficará esta fase do namoro estando longe.
    Apesar do meu “emprego estável” aqui e da oportunidade de ficar 2 anos ai, estou tentando ver a possibilidade de aproveitar para estudar, de repente até um mestrado, por isso gostei muito dos posts sobre estudar ai.

    Já falei que adoro seu blog, pra mim ele é uma forma de conhecer a Espanha na visão de uma brasileira.

    Beijo enorme!

  7. Ola 🙂
    Só passei pra dizer que adoro o seu blog!
    eu e meu marido vamos embora pra Madrid,não sei bem certo a data…mas quem sabe a gente não marque pra comer uns tapas rsrs *-* adoro seus posts! tudo de bom pra ti! bjs

    • Obrigada, Caroline! Vou começar a organizar encontros com leitores. Vamos ver se dá certo e você participa quando chegar! Um beijo

  8. Larissa. Seria muito bom que você começasse a marcar encontro com seus leitores! Iremos a Madri em maio de 2016. Bj.

    • Oi, Elvira. Fizemos um no final de novembro. Vamos ver se rolam outros e coincide de ser nas datas em que você estará aqui. Um beijo

  9. Fabiane Polastro // 19/05/2016 em 10:24 pm // Responder

    Larissa adoro seu bolg !!!!!Sou casada com um español eu atualmente estou vivendo no Brasil e ele retornou a España ha 2 semanas mas dentro breve estarei vivendo ahi e posso afirmar que as suas palavras transcreve o mesmo sentimento de todas as vezes que estive nesse pais , por isso decidimos viver na España !!!!Seguranca Cultura acessivel , comidinhas e festas , sem falar na qualidade de vida e da nao ostentacao que quem vive no Brasil sabe exatamente como e …..Sou sua fa !!!!Bjs

  10. Larissa, sou leitora assídua de seu blog, p parabéns pelas informações importantes para nós brasileiros.

  11. Olá, Larissa

    Dizem que europeus são frios, então, gostaria de saber como sãos os espanhóis, franceses, italianos, portugueses etc, se voce souber de todos em termos de comportamento e cultura geral nos relacionamentos.

    Abraços e parabens pelo blog, adorei!

    • Oi, Ana! É curioso você mencionar isso porque justo essa semana saiu um estudo falando sobre o “nível de simpatia/abertura” em relação aos estrangeiros. Nesse mapa (http://www.traveler.es/viajes/mundo-traveler/articulos/mejores-paises-del-mundo-para-hacer-amigos/9409) você pode ver os países onde é mais fácil fazer amigos e a Espanha aparece no mesmo nível que o Brasil, onde é fácil fazer amigos. Na minha opinião e experiência, tudo vai depender um pouco de você estar disposta a se abrir a novos amigos e fazer coisas que te permitam conhecer gente nova. Eu posso falar que fiz muitos amigos espanhóis, tanto estudando quanto no trabalho. Um abraço!

  12. Elizangela Barcelos // 09/09/2016 em 3:27 pm // Responder

    Olá Larissa
    Parabéns pelo seu blog, se Deus permitir ano que vem vou morar em Madrid,tenho uns primos que mora aí a anos e não querem voltar para o Brasil e lógico eles já tem a vida certa aí e vou começar. Enfim de início vou como estudante,trabalho com massoterapia,estética e maquiagem aqui no Brasil que há alguma possibilidade de eu conseguir emprego nessa área? Daqui do Brasil?
    Abraço

  13. Muito legal seu Post. O modo que você fala, deve ser muito bom morar na Espanha. Parabéns!

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. A crise na Espanha acabou?

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.