10 curiosidades sobre o metrô de Madrid

(Post atualizado em outubro/2018)

Não há dúvidas de que o metrô é uma das maneiras mais fáceis de se locomover por Madrid. Fácil de usar, rápido (menos do que antes, mas…), com muitas estações e conexões…. e cheio de histórias. O blog Secretos de Madrid (que eu recomendo muito) contou 15 curiosidades sobre o metrô de Madrid e aqui apresento dez delas. Se você quer saber como usar o metrô, quanto custa e outros detalhes sobre seu funcionamento, não deixe de ler esse post.

Aproveitando que o metrô irá completar 100 anos da sua primeira viagem em 2019, atualizei o post com os novos números e decidi incluir uma dica: a exposição do centenário, sobre a qual falo mais abaixo. Aqui vão as 10 curiosidades:

  1. Toda a rede do metrô de Madrid, sem incluir o Metro Ligero, tem um total de 301 estações.
  2. São 294 quilômetros percorridos por todas as linhas, o que faz do metrô de Madrid um dos dez maiores do mundo.
  3. As obras para instalar a rede de metrô em Madrid começaram em 19 de setembro de 1916. Praticamente três anos depois, em 17 de outubro de 1919, o Rei Alfonso XIII inaugurava este moderno meio de transporte.
  4. A estação com maior profundidade é a de Cuatro Caminos. Nela, se alcança uma profundidade que seria similar a um prédio de 20 andares abaixo do solo.
  5. O primeiro bilhete de Metrô custava 15 centavos por percurso e o horário de funcionamento era das 6h20 até cerca de 2h da madrugada.
  6. A estação em que mais passam linhas de metrô é a de Avenida de América, com quatro.
  7. Se quiser percorrer a linha com mais paradas deve escolher a 1, que para em 33 estações!
  8. Em toda a rede existem duas “estações fantasma“. A primeira, a antiga estação de Chamberí, deixou de funcionar em 1966 e agora se pode visitar como museu e é uma visita que vale muito a pena. A segunda é Arroyo de Fresno, uma parada da linha 7 que foi construída,  mas nunca se chegou a utilizar.
  9. Quando o sistema de metrô foi inaugurado, eram contratadas apenas mulheres solteiras com o pretexto das muitas horas de dedicação que exigia este novo meio de transporte.
  10. A estação de Ópera conta com um museu em seu interior, dedicado à fonte dos Caños de Peral, uma primitiva fonte de 30 metros que abastecia os madrilenhos com água e cujos restos foram encontrados debaixo do solo. Já a estação de Carpetana esconde um outro mistério: durante as escavações para a construção da estação foram encontrados mais de 5 mil fósseis com cerca de 14 milhões de anos!!! Algumas réplicas podem ser vistas na estação, como um espetacular mastodonte.

Estação “fantasma” de Chamberí

Exposições especiais

Para celebrar os 100 anos do metrô, foi lançado um site especial bem interessante e serão promovidas exposições durante vários meses. A primeira já está acontecendo e consiste na exposição gratuita de trens históricos na estação de Chamartín. Para vê-los de perto, você deve fazer a visita de sexta a domingo, das 10:00 às 12:00 horas, mas mesmo quem for pegar o metrô como um usuário consegue vê-los.

Detalhe para os olhos fechados do rei nessa foto. Na imprensa da época, foi feita uma montagem para ele aparecer com os olhos abertos!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notice: Undefined variable: gdprcp_content in /customers/1/f/b/estoesmadridmadrid.com/httpd.www/wp-content/plugins/gdpr-cookies-pro/gdpr-cookies-pro.php on line 275