Usando o trem em Madrid

Madrid é uma cidade em que o transporte público funciona bem e está composto, principalmente por três modais: metrô (o mais usado), ônibus e trens. O trem que circula por Madrid e cidades vizinhas é conhecido como “Cercanías” e a empresa responsável pelo serviço é a estatal Renfe. Quer saber quando vale a pena usar, como usar e quanto custa o trem em Madrid? Nesse post, explico tudo!

Para quem é turista, o trem é uma maneira eficiente e muito gostosa de ir a cidades vizinhas, como Ávila, Segóvia ou o Escorial, já que é confortável e dá para ir apreciando a vista da serra.

Para quem fica só na capital, o melhor é usar o metrô ou ônibus, já que bem no centro de Madrid há relativamente poucas estações de trem. As principais são Sol, Recoletos, Nuevos Ministerios, Chamartín e Atocha – essas duas últimas são as mais usadas, já que também oferecem o serviço de trem a outras cidades e até regiões do país.

Para quem planeja vir para morar/trabalhar nas cidades dos arredores de Madrid, o trem pode ser uma ótima opção.

Trem saindo do aeroporto

Outra estação bastante popular é a que está no Terminal 4 do Aeroporto de Madrid-Barajas. Vale a pena sair do aeroporto e ir de trem para o centro da cidade? Eu diria que sim se você estiver hospedado perto de uma estação de trem, senão você vai ter que recorrer a outro meio de transporte para chegar ao seu destino e financeiramente não vai valer a pena. Sem dúvida, o trem é uma boa se você chega a Madrid de avião e vai de trem a outra região do país e precisa ir até Chamartín ou Atocha.

Importante: desde junho de 2019 até o mês de novembro, a estação de Recoletos está fechada devido a obras de manutenção. Por conta disso, as linhas que passavam por essa estação foram afetadas, incluindo a que vai ao aeroporto. Durante esse período de obras, a linha que vai do aeroporto só circulará entre Chamartín e o Aeroporto. Ou seja, exceto se você estiver hospedado em Chamartín, o trem não é o meio de transporte mais vantajoso para chegar a Barajas até novembro. O site da Renfe explica como essas e outras linhas de Cercanía foram afetadas e as alternativas.

Preços

Desde meados de 2019, para usar o trem Cercanías é necessário adquirir um cartão. Para os residentes, o cartão é personalizado e custa 2€, já para os turistas (viajantes ocasionais), o novo cartão custa 0,50€ e pode ser adquirido nas máquinas de atendimento automático ou nas bilheterias. O cartão é reutilizável.

O preço do bilhete de trem varia de acordo com as regiões (chamadas zonas) percorridas. O mais barato custa 1,70  euro/viagem e o mais caro, quando se percorrem sete zonas, custa 5,50. É o que se pagaria saindo de uma estação no centro de Madrid e indo até o Escorial, uma viagem que leva cerca de uma hora.  No mapa abaixo estão as estações dividas por zona.

Desvantagens do trem Cercanías

  •  Falta de pontualidade: os trens têm horários definidos que você pode checar na página da Renfe, mas ele não é sempre pontual, embora os atrasos também não costumem ser tão longos;  no máximo, uns 10 minutos. Pode parecer pouco, mas se você tem que trocar de linha e um tempo curto para fazer essa troca, isso pode ser um problemão. Antes, para ir ao trabalho, por exemplo, eu tinha que trocar de linha em Chamartín. Se meu trem atrasasse e o outro já tivesse saído, eu teria que esperar uns 15-20 minutos pelo próximo!
Painel informa horário dos trens e plataforma

Painel informa horário dos trens e plataforma

  • Frequência: o intervalo entre trens varia durante o dia e também de acordo com a linha. Se você não é usuário frequente, o melhor é checar no site os horários para não ter que esperar muito.
  • Confusão na hora de pegar o trem em grandes estações: em Chamartín param não só os trens que vão para outras regiões de Madrid (que estão no mapa acima), mas para todo país. São umas 20 plataformas. O problema é que os trens não param em uma plataforma fixa e muitas vezes só avisam em que plataforma seu trem vai passar quando falta um minuto. Isso significa muita correria!!!

Comprar o bilhete

Os bilhetes são vendidos em todas as estações e a máquina sempre estabelece aquela estação como a origem da viagem. Você só tem que colocar o destino e se quer que o bilhete seja só ida ou ida e volta.

Dica

Usar o trem em Madrid não é difícil, assim como o metrô é só se guiar pela linha que tem que usar e a estação final, para saber o sentido. Os trens costumam ter ‘vs que avisam o trajeto e a parada seguinte, além de avisar em alto-falante também (em espanhol e inglês). É só ficar atento e aproveitar a viagem!

DSC01009

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notice: Undefined variable: gdprcp_content in /customers/1/f/b/estoesmadridmadrid.com/httpd.www/wp-content/plugins/gdpr-cookies-pro/gdpr-cookies-pro.php on line 260