Sou estudante em Madrid. Posso trabalhar?

Sempre recebo e-mail de pessoas perguntando sobre trabalho, se é fácil encontrar, se os brasileiros podem trabalhar sem problemas ou o que é preciso fazer para trabalhar na Espanha. A verdade é que não é nada fácil, ainda mais em um momento de crise. A taxa de desemprego atual é de 25,1%, ou seja, um em cada quatro espanhóis em idade laboral está fora do mercado e, entre os jovens com até 25 anos, esse número é ainda mais alto: 54%!!!

Para trabalhar na Espanha, é preciso ter um visto de trabalho e a situação ideal para conseguir trabalhar aqui seria ser contratado por uma empresa daqui enquanto ainda está no Brasil e já vir pra cá com esse visto. Se você vem como turista, você não pode obter o visto de trabalho aqui (ok, isso não é impossível, mas na atual situação as chances são mínimas).

Para quem está na Espanha com um visto de estudante, há uma possibilidade: ser estagiário. Os estudantes estrangeiros (de fora da União Europeia) podem trabalhar até 20 horas por semana e em praticamente todos os estágios é necessário estar matriculado em uma universidade/escola, já que o contrato deve ser assinado por ela, pelo aluno e pela empresa.

Não é muito fácil encontrar, mas isso depende da área. Na minha profissão, por exemplo, o fato de ser estrangeira tem suas vantagens e desvantagens. A desvantagem é que, por mais que eu fale espanhol fluentemente, eu provavelmente nunca vou conseguir escrever um texto jornalístico tão bem quanto um espanhol, mesmo porque a linguagem jornalística aqui é bem diferente da usada no Brasil. Isso significa que as empresas preferem os próprios espanhóis. Já o meu grande diferencial é ser brasileira e falar português com fluência, o que me abre portas em empresas que estejam de olho no mercado brasileiro – e, nesse momento, muitas estão!

Como procurar um estágio?

O site mais importante de trabalho por aqui é o Infojobs, mas também tem o Red Trabajar. Além disso, minha dica é se inscrever no portal que a sua universidade oferece, pois muitas empresas anunciam as vagas por lá. No caso da Universidad Complutense de Madrid, quem faz isso é o COIE. Além de fazer essa ponte entre aluno e empresa, eles também dão orientação profissional e realizam alguns eventos por ano.

Quanto pagam?

Em muitos casos, o estágio não é remunerado. Mas, no geral, eles pagam um valor baixo, que varia entre 200 e 500 € por mês. Para quem vem estudar um ano e tem grana, eu não recomendo muito fazer estágio, porque ele te prende muito, afinal você não pode viajar quando quiser. Mas se você veio com o dinheiro contado e precisa de grana, pode ser uma boa oportunidade. Além disso, dá para praticar o espanhol e saber como funciona uma empresa espanhola. E tem uma outra vantagem —>

Impostos

Com a crise, o índice de desemprego entre jovens explodiu e muita gente que já trabalhava acabou voltando ao mercado de trabalho como estagiário. Para arrecadar mais impostos, o governo decidiu que os estagiários deveriam pagar impostos (cotizar). O valor varia de acordo com o salário, mas é bem baixo e para nós, estrangeiros, o fato de pagar impostos oferece uma vantagem: acesso à saúde pública.

Isso porque quando você vai começar um estágio, você tem que se inscrever em um escritório da Seguridad Social (aqui o link com os endereços). Os impostos são descontados automaticamente pela empresa, ou seja, quando a empresa te paga ela retira os impostos antes e paga ao governo.

Com esse documento de inscrição na Seguridad Social, você pode ir a um posto de saúde e pedir a “tarjeta sanitaria”. Sobre os trâmites para pedir a tarjeta, você pode ler aqui.

Importante!

Se você veio como estudante e é estagiário, o seu status continua sendo de estudante. Caso você queira trabalhar “de verdade”, você deve conseguir um visto de trabalho e para isso é necessário não só que uma empresa espanhola esteja interessada em te contratar, mas comprove ao governo espanhol que não encontrou um profissional espanhol para realizar as funções que você realizaria.  É aí que o bicho pega, porque com um índice de desemprego tão alto, é quase impossível não encontrar um espanhol. Quase!

Dica: o Banco Santander tem o programa Becas Santander Prácticas en PYMEs que oferece justamente isso: estágios em empresas espanholas. No momento, as inscrições não estão abertas, mas vale a pena dar uma olhada.

Você tem dúvidas ou uma experiência para compartilhar? Deixe nos comentários! 🙂

Se você caiu de paraquedas nesse post, dá uma olhada nessa série de postagens especiais sobre estudar na Espanha:

– Primeiros passos para estudar em Madrid – aqui

– Ciências Sem Fronteiras na Espanha – aqui

– MBA na Espanha – aqui

– Estudar na Espanha por meio de universidades parceiras no Brasil – aqui

– Quais são as melhores universidades espanholas? – aqui

– Sistema educacional espanhol/ Como entrar na universidade espanhol? – aqui

 

Related Post

14 Comentários em Sou estudante em Madrid. Posso trabalhar?

  1. Oi, tudo bem? tenho uma duvida, eu tenho visto de residência da alemanha (porque fiz um estagio la) e agora consegui um estagio não remunerado na espanha.
    Eu preciso voltar ao brasil para fazer o visto? qual visto tenho que fazer (estagio ou trabalho)? Não tem problema que o estagio seja não remunerado?

    • Oi, Maia! Não sei qual seria o tipo de visto, porque se é um estágio, dá a entender que você está matriculada e que tem um contrato assinado também pela sua universidade. Se for isso, você poderia tramitar o visto no consulado da Espanha aí na Alemanha mesmo. Um abraço!

  2. Olá, eu gostaria de saber quanto a curso regular de espanhol. Se nesse caso o estudante também pode trabalhar.
    Ou mesmo se pode aventurar um subemprego como a limpeza. Digo isso, pois qdo eu era estudante nos EUA, eu fazia limpeza de casas e tudo correu tranquilamente, mas era “debaixo dos panos”. Grata!

    • Oi, Lucy. Realmente nos EUA o cenário é diferente porque há um mercado informal bem grande. Aqui esse setor não é tão forte e, como comentei várias vezes no blog, ninguém quer se arriscar a ter um trabalhador informal porque as multas são mto altas e porque, com o desemprego tão alto, todo mundo tá topando fazer qualquer coisa por um salário baixo. Impossível não é, mas não diria para vir contando com isso. Sobre estudante poder trabalhar, veja o que diz a lei: “El estudiante puede venir acompañado de sus familiares, y también puede ser autorizado a realizar actividades lucrativas por cuenta ajena o por cuenta propia, siempre que la actividad sea compatible con la realización de los estudios, y los ingresos obtenidos no tengan el carácter de recurso necesario para su sustento o estancia”. Abs!

  3. Fabiana Peres Mendes // 16/02/2017 em 7:00 pm // Responder

    Olá tudo bem ?!!
    Estou indo estudar espanhol na Espanha em maio deste ano.
    A dúvida é :
    Estudar espanhol, posso trabalhar 20 horas?! Ou só posso trabalhar(Estágio) se eu estudar em um curso profissional ?!

    Obrigada!

    • Oi, Fabiana! Eu acho que não, mas recomendo que você entre em contato com a escola para confirmar isso. Além disso, não recomendo vir contando com um emprego porque ainda está complicado. Um abraço!

  4. Olá, boa noite!
    Estou indo para Barcelona com um visto de estudante de 6 meses para a realização de um curso de espanhol. Se por acaso durante esse tempo eu conseguir um trabalho, mesmo que isso seja difícil, é possível mudar o meu visto para visto de trabalho?

    Obrigada!

    • Sim, se você conseguir um trabalho, você pode mudar o status do seu visto aqui. Mas ressalto que é algo bem difícil. Boa sorte!

  5. Giancarlo Scattone // 06/09/2017 em 9:08 pm // Responder

    Cheguei esse mês em Madrid para fazer faculdade na Universidad Europea e não tenho problemas com visto para morar aqui, pois também tenho nacionalidade alemã, mas para conseguir visto de trabalho? Preciso também de alguma outra coisa para conseguir ele? Mesmo sendo membro da União Europeia. Um Abraço, Giancarlo

  6. Bom dia! Existe uma exigência de comprovação do governo para fazer pós-graduação aí na Espanha? Outra dúvida: como é o mercado de contabilidade aí? Exigem muita coisa?

    • Oi, Daniel. Sim, existem muitas exigências para tirar o visto de estudante. No site do consulado você encontra essas exigências. Quanto ao mercado de trabalho, não conheço esse setor específico, então não posso opinar, mas sem um visto de trabalho é praticamente impossível conseguir um trabalho. Abs

  7. Olá…tenho graduação em biomedicina e gostaria de validar meu diploma na Espanha…sabe me informar como está o mesclado de trabalho nessa área? Obrigada.

2 Trackbacks & Pingbacks

  1. Série de posts especiais sobre “Morar em Madrid” | ¡Esto es Madrid, Madrid!
  2. Dicas para quem quer trabalhar na Espanha: mercado de trabalho, salário, visto | ¡Esto es Madrid, Madrid!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.