Viagem de fim de semana: Serranía de Cuenca

Morar em Madrid, cidade que está bem no centro do país, tem suas vantagens e desvantagens. O principal ponto negativo é a distância do mar, mas isso é compensado pela facilidade de visitar muitos lugares incríveis a poucas horas de carro. Com o fim do confinamento na Espanha, decidimos curtir um final de semana fora da capital e escolhemos como destino a Serranía de Cuenca.

Trilha no meio da natureza

A província de Cuenca está na comunidade espanhola de Castilla- La Mancha e o grande destaque turístico fica para sua capital, Cuenca, famosa por suas casas suspensas. Mas dessa vez decidimos apostar por uma viagem com mais verde e clima mais fresco.

Eu já tinha visto fotos da região e parecia ser bonita, mas confesso que me surpreendeu e muito. A serra de Cuenca está a cerca de três horas de Madrid e recomendo fazer esse passeio de carro, já que não são vários pontos turísticos concentrados em uma única cidade e sim diversas cidadezinhas – os famosos pueblos – cheias de encanto!

Onde ficar?

Saímos na sexta à tarde com destino a Tragacete, onde nos hospedamos em uma pequena casa rural simples, mas suficiente para um final de semana, além de ter algumas coisinhas para o café da manhã, como bolinhos e café. Recomendo para quem está de carro, já que Tragacete é uma cidade bem pequena e com poucos atrativos, perto do que a região oferece. Mas, sinceramente, se voltassemos, preferiria me hospedar em Uña, uma cidade um pouco maior e com mais coisas para fazer, especialmente trilhas.

Cidadezinha de Tragacete

Mas o bom é que chegamos no início da noite (ainda bastante claro, já que no verão só escurece lá pelas 22 horas) e o proprietário da casa rural nos recomendou uma trilha até a Cascata do Moinho (Cascada del Molino), já que eram só 2 km de caminhada tranquila para chegar lá. O passeio foi ótimo e já sentíamos que a temperatura era bem mais agradável que em Madrid. No caminho, muito verde, que era exatamente o que estávamos procurando.

Cascata do Moinho

Na volta, pegamos uma blusa em casa (sim, fazia fresquinho em pleno verão!) e fomos jantar em um dos poucos bares da cidade.

O que fazer na Serranía de Cuenca?

Começamos o sábado indo à nascente do rio Cuervo, a uns 40 minutos de Tragacete. Dica: vá cedo tanto para evitar o calor mais intenso quanto os grupos grandes! Essa passeio é fácil e ótimo para fazer em família porque tem placas indicando o caminho e não há grandes desníveis. Há várias trilhas disponíveis, mas para chegar à nascente basta fazer a que possui 1,5 quilômetro.

Este foi o lugar que mais me surpreendeu, já que as fotos que havia visto na internet pareciam bastante retocadas, mas a região é bem bonita, toda rodeada de pinheiros. Novamente, não é permitido nadar por aqui. Depois do passeio, vi algumas fotos da região no outono e no inverno e deve ser lindo, mas com temperaturas bem baixas.

Depois de uma caminhada tranquila, pegamos o carro e partimos para a região de Uña em busca do Arroyo de la Madera, um lugar onde poderíamos nos refrescar. Nos perdemos um pouco, mas o esforço valeu a pena. Chegamos a uma piscina natural que, para ser melhor, só precisava estar um pouco mais vazia, rs! Dica: leve sapatos d’água para não escorregar nas pedras e prepare-se para encarar uma água muito fria!

Energias recarregadas, pegamos o carro e fomos aos Callejones de las Majadas, uma espécie de parque ao ar livre com pedras enormes com formatos inusitados. De fato, em Cuenca existe a Cidade Encantada, um parque com entrada privada que também se destaca pelas rochas.

Callejones de Majadas

Como a cidade de Majadas estava mais perto e não havia que pagar nada, fomos até lá. O calor era bastante intenso, o que tornou o passeio um pouco cansativo, mas acessível a qualquer perfil de visitante. Há placas indicando o caminho circular que deve ser seguido e algumas áreas são bem bonitas!

Terminamos exaustos e voltamos a Tragacete para um merecido jantar com cervejas.

Atividades na Serranía de Cuenca

Essa região de Cuenca oferece muitas atividades, como rafting, escalada, espeleologia, caiaque, rapel, etc. Apesar de eu querer algo mais radical, fui voto vencido e no domingo alugamos caiaques para passear no reservatório Embalse de la Toba.

Na hora em que peguei os remos me dei conta de que tinha que ter praticado antes na academia, rs. Mas o esforço valeu a pena e a paisagem era simplesmente incrível! Alugamos os caiaques por 1:30 hora com a empresa Uñaventura e pagamos 20€ por caiaque (em cada um iam 2 pessoas). Recomendo ligar para reservar com antecedência, já que quando fomos só havia um horário disponível.

Nessa região havia gente nadando ou simplesmente tomando sol e descansando, sendo uma boa opção para quem quer se refrescar, mas não quer encarar uma trilha.

Mirante Ventano del Diablo

No caminho de Madrid à serra de Cuenca, passamos pelo mirante Ventana del Diablo e decidimos parar na volta. Vale a pena porque a vista é incrível e o próprio mirante está construído na rocha, formando parte da paisagem. De lá, você pode ver o rio lá embaixo cercado de rochas e árvores.

Vista do mirante

Depois de um final de semana completo, voltei para casa com a certeza que quero viajar muito mais pela Espanha e descobrir muito além das grandes cidades. Vocês recomendam alguma?

Viajar após a covid-19

Fizemos essa viagem aproximadamente um mês e meio depois do início da nova normalidade, como foi chamada pelo governo a última fase da desescalada. Durante o passeio, muita gente estava usando máscaras, inclusive nas trilhas praticamente vazias, algo que não era obrigatório na região no momento em que fomos caso fosse possível manter a distância de segurança. Em praticamente todos os pontos turísticos havia placas com recomendações sobre o assunto. Como o vírus segue circulando e a Espanha vem registrando focos sérios, antes de fazer qualquer viagem consulte o site do governo local para verificar qual é a situação atual.

Placa alertando sobre cuidados em relação à covid-19

As fotos mais legais do post são do Fernando Giménez.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notice: Undefined variable: gdprcp_content in /customers/1/f/b/estoesmadridmadrid.com/httpd.www/wp-content/plugins/gdpr-cookies-pro/gdpr-cookies-pro.php on line 260